TESTE DE ADERÊNCIA DE CANDIDA ALBICANS EM INSTRUMENTAIS ODONTOLÓGICOS DE AÇO INOXIDÁVEL COM CORROSÃO E MATERIAIS TERMOSSENSÍVEIS: teste de limpeza/desinfecção química

. Letícia Carolina Paraboli Assoni, . Rogeria Marial Alves Almeida

Resumo


Test of adherence of CANDIDA ALBICANS  in dental instruments stainless steel with corrosion and thermosensitive materials: test cleaning/ disinfecting chemical

ABSTRACT.

The dental instruments and thermosensitives  materials are devices used to perform surgical maneuvers or specific functions in exams. These should be cleaned and disinfected correctly, ensuring the absence of micro-organisms present in these materials in order to avoid cross-contamination between patients and professionals.This study aims to verify the adherence of the yeast Candida albicans in dental instruments and materials thermosensitives and verify the effectiveness of the cleaning and disinfection with peracetic acid and enzymatic detergent.  The work was done from an initial contamination of instruments and materials thermosensitives with suspension in saline 0.9% of Candida albicans (1.9 x104CFU / ml). The instrumental and thermosensitives materials were incubated at 37 ºC for 30 minutes foradherence the yeast in instruments. After contamination were made two steps: the first with cleanliness in immersion in detergent enzyme 5% for 20 minutes and the second step was the disinfection by immersion in 2.5% peracetic acid for 20 minutes at 60 °  C. At all stages were made a collect and samples were spread on Sabouraud agar, and the plates incubated at 37ºC / 24-48 hours. All samples collected were done in duplicates and repeated three times. The results obtained showed that there was adherence of  the yeast Candida albicans in surgical instruments and materials thermosensitives, as well as the cleaning process with enzymatic detergent and peracetic acid were effective, as recommended by the Brazilian legislation for dental establishments.

RESUMO.

Os instrumentais  odontológicos  e materiais sensíveis são dispositivos usados para realizar manobras cirúrgicas ou funções específicas em exames. Estes devem estar limpos e desinfetados corretamente, garantindo a inexistência de micro-organismos presentes nestes materiais, a fim de evitar contaminação cruzada entre os pacientes e o profissional. Este trabalho tem por objetivo verificar a aderência da levedura Candida albicans  nos instrumentais odontológicos  de aço inoxidável com corrosão  e materiais termossensíveis e  verificar a  eficácia  dos processos de limpeza e desinfecção com detergente enzimático e ácido peracético . O trabalho foi feito a partir de uma contaminação inicial dos instrumentais e materiais termossensíveis com uma suspensão em solução salina 0,9% de Candida albicans (1,9x104 UFC/ml).  Os instrumentais e materiais termossensíveis foram incubados em estufa  a 37 0C por  30 minutos para adesão da levedura nos instrumentais.  Após a contaminação foram feitas  duas etapas:  a primeira com limpeza em imersão em detergente enzimático a 5% por 20 minutos e a segunda etapa foi a desinfecção com imersão em ácido peracético a 2,5% por 20 minutos a 60ºC. Em todas as etapas realizou-se uma coleta e  o material foi semeado  em Agar  Sabouraud, sendo as placas incubadas à 370C/ 24-48 horas. Todas as coletas realizadas foram feitas em duplicatas e repetidas por três vezes.   Os resultados obtidos demonstraram que  houve aderência da levedura Candida albicans nos instrumentais cirúrgicos  de aço inoxidável  com corrosão  e materiais termossensíveis, assim como  os processos de limpeza com detergente enzimático e ácido peracético foram eficazes,  conforme recomendação da legislação brasileira para estabelecimentos odontológicos.

 


Palavras-chave


Instrumentais odontológicos; materiais termossensíveis; detergente enzimático; ácido peracético; Candida albicans; Dental instruments; thermosensitive materials; enzymatic detergent; peracetic acid; Candida albicans;

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .