O Diário De Anne Frank: A Arte Da Vida Para A Posteridade

Fabio Jarbeson da Silva Trajano

Resumo


uma valiosa fonte de experiência humana, independentemente de tempo, lugar e perspectiva, o diário de Anne Frank revela a aurora de uma vida promissora que, apesar de não sobreviver à Solução Final nazista, consegue mostrar que a chamada ‘luz no fim do túnel' pode se apresentar de muitas formas diferentes. O objetivo deste ensaio é apontar algumas das razões pelas quais o relato de Anne é relevante e transgressivo tanto em termos literários como socioculturais. Para tanto, as particularidades de sua escrita feminina subversiva são analisadas em comparação aos principais preceitos da autobiografia tradicional. Essa é decerto uma das maneiras de trazer à tona o potencial do texto de promover mudanças positivas e incentivar novas pesquisas que levem em conta a desconstrução de outras grandes narrativas.

Palavras-chave: autobiografia, diário, escrita feminina.


Palavras-chave


autobiografia, diário, escrita feminina.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

ISSN 2238-3948

Faculdade de Tecnologia de Bauru