O PAPEL DO PROFESSOR DE LÍNGUAS COMO FACILITADOR DE APRENDIZAGEM NA ERA INFOCOMUNICACIONAL

Adriane Belluci Belório de Castro, Maria Fernanda Martins

Resumo


RESUMO: Em tempos de tecnologias infocomunicacionais, o professor de línguas torna-se peça-chave para promover, pelo próprio processo de aprendizagem, o despertar da consciência crítica em seus alunos. Nessa perspectiva, este artigo esboça uma reflexão acerca da relação entre infraestrutura da escola e prática docente em meio à nova realidade de linguagem (re)organizada pela tecnologia. Para embasar tal reflexão, buscamos princípios teóricos em Marcondes Filho (2009), Santaella (2013), além de Rojo e Mauro (2012). Também recorremos a alguns dados de pesquisas realizadas em duas escolas da rede pública em um município de médio porte do estado São Paulo, cujos professores responderam a questionários sobre o tema das Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação (TDIC), a fim de identificarmos as condições de infraestrutura para o uso dessas tecnologias nessas unidades escolares e o possível uso pelo professor em sua prática docente. A partir disso, constatamos ser evidente a necessidade de conscientização e de preparo do professor em relação ao emprego das TDIC em sua prática docente, uma vez que, como facilitador de aprendizagem, seu papel é crucial na utilização de TDIC e na análise crítica das escolhas tecnológicas que faz.

Palavras-chave: Educação. Prática docente. Tecnologia Digitais de Informação e Comunicação.


Palavras-chave


Educação. Prática docente. Tecnologia Digitais de Informação e Comunicação.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

ISSN 2238-3948

Faculdade de Tecnologia de Bauru