Instituto de higiene mental de Sorocaba: tratamento dos doentes ou exclusão social

Valmir Anselmo de Aguiar Ranieri, Valmir Anselmo de Aguiar Ranieri

Resumo


Este trabalho visa estudar a forma de exclusão social implantada pela elite republicana brasileira, em fins do século XIX e início do século XX, um período onde havia um ideal de modernidade a ser implantado no país, tomando como exemplo a cidade de Sorocaba. Meu principal objetivo é identificar as justificativas das elites governantes para a expulsão de muitos indivíduos pobres dos centros urbanos.

Através da análise sobre o conhecimento científico que se tinha na época pude identificar teorias racistas como estratégias para garantir a ordem e os bons negócios. Percebe-se que havia uma ação conjunta entre ricos proprietários e câmara municipal para garantir as adequações urbanas necessárias para o desenvolvimento do comércio. Além disso, desenvolvi uma análise do contexto histórico do país, identificando as estratégias adotadas para se moldar os centros urbanos de acordo com as necessidades do capitalismo industrial.


Palavras-chave


República – Modernidade – Exclusão

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

ISSN 2238-3948

Faculdade de Tecnologia de Bauru