EDUCADOR 4.0: IMPACTOS DA REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA NA PRÁTICA DOCENTE

Linda Catarina Gualda

Resumo


Os termos Mundo 4.0, Indústria 4.0, Educação 4.0, entre outras denominações fazem alusão à Quarta Revolução Industrial que, proveniente do advento da tecnologia, modificou drasticamente nossa maneira de perceber e nos relacionar com o mundo. A escola, assim como todos os demais setores sociais, precisa dialogar com esse paradigma social-econômico-tecnológico a que estamos expostos para que não se torne um ambiente obsoleto, palco de marginalizações e sem conexão com a realidade. Assim, cabe ao centro educador promover o desenvolvimento de competências e habilidades necessárias para que esses indivíduos midiatizados possam lidar, interagir e modificar o meio circundante. Pensando nisso, se a escola e todo processo educativo precisa ser reformulado e estar em constante questionamento de eficiência contextualizada, o papel do professor também necessita atualizações. O educador na Era Digital deve ter em mente que os aprendizes não podem ser meros usuários apassivados dessas novas tecnologias, mas, ao contrário, indivíduos capazes de compreender a importância e força desses recursos, de inter-relacionar-se com essas ferramentas e reformular sua existência de maneira problematizadora e producente. Isto posto, urge a presença do Educador 4.0 nas salas de aula em todos os níveis de ensino, ou seja, aquele que, ao mediar o conhecimento, estará fomentando o posicionamento crítico e ativo de seus aprendizes. Nesse sentido, objetiva-se discutir o papel do professor frente à revolução digital enfatizando a importância do educador e sua prática pedagógica estarem alinhados a esse novo arquétipo social. Ao final da reflexão, pretende-se traçar um quadro comparativo entre a concepção do professor detentor do saber e tido como centro de conhecimento, ainda bastante presente no cotidiano escolar, e o Educador 4.0, aquele que, atento à nova conjuntura, democratiza o saber, instiga a transformação de informação em conhecimento e promove uma educação inclusiva, dialógica, autônoma e significativa para seus aprendizes. Nesse ambiente democrático, de saberes construídos de forma compartilhada, cada um é responsável por seu aprendizado na medida em que também aprende aquele que ensina.

Palavras-chave


Educação; Recursos Tecnológicos; Processo de Ensino/Aprendizado

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

ISSN 2238-3948

Faculdade de Tecnologia de Bauru